Abertura do Jeas em Iranduba reúne mais de 3 mil pessoas

Abertura do Jeas em Iranduba reúne mais de 3 mil pessoas

A abertura da 41ª edição dos Jogos Escolares do Amazonas (Jeas), em Iranduba, levou mais de 3 mil pessoas, entre atletas e visitantes, para o município que fica distante 27 quilômetros de Manaus. Concentrados na Praça dos Três Poderes, a cerimônia aconteceu na noite da última sexta-feira (1º/06), reunindo oito delegações do polo 1, que abrange cidades da Região Metropolitana de Manaus.

Os times de Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Caapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Iranduba fizeram belas apresentações de entrada na principal praça da cidade, ao som da fanfarra composta por jovens estudantes do município. O evento é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), que conta com o apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

De acordo com o secretário da Sejel, Manoel Almeida, o Jeas desse ano será diferente dos anteriores. “Quero desejar sucesso e, ao chegar à etapa final em Manaus, vamos ter premiação diferenciada, colocando os competidores para conhecer cartões postais da cidade, como Arena da Amazônia. Quero dizer que podem ir até a capital e encontrarão a secretaria de portas abertas, pois estamos à disposição para um diálogo”, declarou o titular da pasta.

Ao longo da cerimônia, não poderia faltar o juramento do atleta, o acendimento da pira olímpica e muita música que agitou Iranduba, lotado de pais de alunos, crianças, adolescentes, atletas e autoridades municipais e estaduais convidadas para compor a mesa de abertura.

Orgulho – Para a dona de casa Maria Monteiro, 50, que veio do município de Caapiranga para acompanhar seu filho de 11 anos, atleta de futsal, é bom fazer parte da fase da adolescência. “Sempre ando com ele nessas competições e me sinto muito realizada de vê-lo competindo em outras cidades. Espero que seja campeão e siga no caminho do esporte”, disse.

Já para Antônio Carlos, 45, morador do município de Manacapuru, a satisfação de ver a filha de 13 anos competindo na modalidade handebol é boa demais. “Minha filha é a melhor coisa que tenho. Sempre que posso, vou pra onde ela vai, assistindo todas as partidas, torcendo e gritando muito. Tem dias que saio sem voz de tanto gritar”, ressaltou.

Números – Conforme a organização do evento, 60 pessoas vieram de Presidente Figueiredo, 60 de Caapiranga, 102 do Careiro da Várzea, 160 de Manacapuru, 150 de Iranduba, 147 de Manaquiri, 140 do Careiro castanho e 100 de Novo Airão.

Foto: DIVULGAÇÃO: SEJEL

Compartilhar