Capacitação profissional de surdos será fortalecida no Amazonas

Capacitação profissional de surdos será fortalecida no Amazonas

Aumentar e fortalecer a inclusão de surdos no mercado de trabalho é um dos desafios do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), que vem desenvolvendo projetos com objetivo de dar oportunidade  de capacitação profissional para pessoas surdas, especificamente na área tecnológica.

Cursos, parcerias e projetos voltados para as necessidades das pessoas com deficiência, têm sido trabalhados para alinhar a formação profissional com as demandas do mercado, em especial do Distrito Industrial de Manaus. Dois cursos do eixo tecnológico, com ênfase na formação de surdos, serão lançados no segundo semestre pelo Cetam.

O trabalho foi destacado pelo pesquisador Manuel Cardoso, durante evento de lançamento da extensão do aplicativo Giulia, desenvolvido para auxiliar deficientes auditivos no trânsito, nesta quarta-feira (23/05). “A Indústria 4.0 vai exigir capital intelectual e formação de pessoas e o Cetam tem abraçado a causa para desenvolver cursos voltados para a necessidade da comunidade surda, que estejam alinhados com as demandas do Distrito Industrial”, enfatizou.

Durante o evento, no Centro Educacional de Trânsito Honda, o diretor-presidente do Cetam, José Augusto de Melo Neto, conversou com diversos empresários, do Distrito Industrial, sobre a necessidade da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. “Já trabalhamos com cursos adaptados para surdos, por meio de Libras, mas nossa missão é acompanhar a evolução do mercado de trabalho, dando condições iguais para que qualquer pessoa tenha acesso ao emprego”, disse.

Cursos – O Cetam já está em processo de conclusão de dois projetos de cursos para serem aplicados no segundo semestre de 2018: O primeiro é o Curso Técnico em Mecatrônica, com ênfase na indústria 4.0, e o segundo é o curso de qualificação profissional em Desenvolvimento Web, ambos acessíveis às pessoas surdas.

Cursos para pessoas com deficiência já são oferecidos pelo Cetam, porém é a primeira vez que cursos na área tecnológica serão ofertados para pessoas com deficiência auditiva.

Esta semana, o órgão também acertou parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) para oferecer cursos específicos para pessoas com algum tipo de deficiência. O projeto está sendo formatado para ser executado até o mês de junho.

 

Foto: DIVULGAÇÃO/CETAM

Compartilhar