Ocean Lab revela tecnologias aplicadas à saúde

Ocean Lab revela tecnologias aplicadas à saúde

Um game capaz de corrigir e ensinar a escovação de dente para uma criança; um aplicativo que substitui diversos livros de odontologia através de realidade aumentada; e um software que simula a utilização de ventilador mecânico são algumas tecnologias pré-lançadas durante o encerramento do Ocean Lab, realizado pelo Samsung Ocean Center juntamente com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA).
 
O dentista e professor da UEA, Márcio Menezes, é um dos idealizadores do game infantil e sócio da startup “Keep Smiling”. Ele e mais três sócios estão em tratativas para lançarem a ferramenta no mercado.
 
“Desenvolvemos um hardware/dispositivo Bluetooth que se conecta com qualquer escova dentária e que se comunica com o aplicativo/game, de modo que, ao escovar os dentes a criança aprenda a maneira correta de fazê-lo. Este é o único aplicativo do mercado que faz o registro dos movimentos de escovação e possibilita que o dentista possa acessar remotamente esses dados”, explicou Márcio.
 
Três Dentes – Outra ideia inovadora com expectativa de estar disponível até o primeiro semestre de 2019 é o Três Dentes, aplicativo que compila diversos livros e enciclopédias da graduação em odontologia, utilizando realidade aumentada. O projeto foi desenvolvido por um grupo de programadores, designer e dentistas, com o intuito de facilitar e baratear os custos com material didático dessa área.
 
“Além da comodidade, o Três Dentes oferece conteúdo em alta qualidade de visualização e interação, incluindo exercícios teóricos. Até o lançamento, estaremos incorporando a simulação de exercícios práticos em realidade aumentada”, disse Alan Jonathan de Oliveira, designer e um dos desenvolvedores do aplicativo. Segundo ele, a proposta é vender pacotes de utilização do aplicativo no Google Play, a preço que ele garante ser até dez vezes inferior ao valor dos livros.

Real VM – Na mesma concepção de levar soluções práticas, inovadoras e baratas para o ensino da saúde está o Real VM – software que simula a utilização de ventilador mecânico. A professora do curso de enfermagem da UEA, Sibila Lilian Osis, é uma das mentoras do projeto. Ela explicou que a disciplina que inclui a manipulação com o ventilador mecânico dentro da faculdade é o bicho papão dos alunos.
 
“É um aparelho de alta complexidade que manuseá-lo requer mecânica respiratória, física e química. Nas aulas práticas, onde tem a figura do paciente, os alunos ficam com medo porque um erro pode trazer severas complicações ao paciente”, comentou Sibila, que também é coordenadora do Laboratório de Habilidades, Simulação e Tecnologias no Cuidado em Saúde da UEA.
 
“Com o Real VM é possível aplicar teoria e prática no ambiente da simulação, ou seja, seguro utilizando óculos de realidade virtual”, esclareceu a enfermeira considerando que a simulação é uma tendência forte para o mercado do ensino da saúde. “Assim como na aviação, a simulação é uma ferramenta extremamente eficaz pois nela você pode errar, repetir o procedimento até acertar e se aperfeiçoar. Na vida real não é bem assim”, defendeu.

Ocean Lab – Essas e outras tecnologias aplicadas ao ensino da saúde estarão em breve no mercado e foram apresentadas na terceira e última etapa do programa Ocean Lab. Revelar essas propostas inovadoras foi o desafio da turma durante um período de sete meses.
 
“Reunimos quase 100 participantes nas áreas de medicina, odontologia, desenvolvimento de softwares, designer e engenheiros. Além de estimular a inovação, o programa ofereceu suporte no desenvolvimento de plano de negócio e soluções de realidade virtual e internet das coisas, para chegar ao fim da terceira etapa com produtos prontos para o mercado”, destacou Silvio Marques, coordenador do Samsung Ocean Center.
Foto: JOELMA SANMELO/UEA
Compartilhar