Prefeito assina termo para adoção de área em projeto de novo bairro planejado

Prefeito assina termo para adoção de área em projeto de novo bairro planejado

Um ousado projeto urbanístico começa a ser implantado na capital, com o lançamento da pedra fundamental do Parque Mosaico, nesta quinta-feira, 21/6. O projeto imobiliário de iniciativa privada traz para a capital um novo conceito de bairro planejado e que irá valorizar outros três bairros das zonas Oeste e Centro-Oeste da capital. “Antigamente, era fazer as obras e vender os apartamentos e pronto. Aqui não, é um compromisso permanentemente com as pessoas. A empresa MRV Engenharia vem com a proposta de fazer a urbanização no entorno do empreendimento e dentro dele, com posto policial, escola, creche, tudo aquilo que é necessário para tornar autossuficiente a comunidade”, destacou o prefeito Arthur Virgílio Neto ao assinar o termo de doação de uma área de quase 20 mil metros quadrados dentro do empreendimento.

A solenidade de assinatura foi realizada no canteiro de obras do Parque, localizado na avenida desembargador João Machado, bairro Planalto, onde o prefeito pode conferir a revitalização que está sendo promovida no entorno da via, incluindo serviços de tapa-buracos, recapeamento asfáltico, pintura de muros, execução de calçadas, fechamento de terrenos, entre outras melhorias.

“Esse projeto coincide e soma-se ao nosso ousado Plano de Obras de Verão, que já está revigorando a aparência de muitas e muitas ruas da capital e que tem a meta de atender 10 mil vias em toda cidade. E nas zonas Oeste e Centro-Oeste, contamos com a iniciativa da MRV, que já tem trabalhado na revitalização das ruas do entorno de seu empreendimento. Manaus merece e agradece esse tipo de parceria”, ressaltou Arthur Neto.

Além do Planalto, o Parque Mosaico alcançará, ainda, os bairros Lírio do Vale e Tarumã, contemplando, além das melhorias viárias em contrapartida ao impacto das obras nas comunidades do entorno, área para instalação de 14 equipamentos comunitários em localizações privilegiadas, destinados à Prefeitura de Manaus, para construção de escolas, creches e unidades de saúde, além de 11 áreas verdes e a previsão para a construção de 15 novas vias, incluindo faixas destinadas a ciclovias, vias locais e seis vielas, fazendo a integração da arquitetura aos generosos espaços públicos das praças, ruas e alamedas do projeto.

“É um projeto que significa emprego para 10, 15 anos. Estão investindo e gerando emprego em cadeia, isso porque o emprego gerado na Construção Civil, aqui no empreendimento, vai representar estímulo também ao comércio e à indústria, inclusive, na contratação de pessoas. É um círculo virtuoso em substituição ao vicioso da estagnação”, salientou o prefeito Arthur Neto.

Projeto – Toda tramitação de aprovação do Parque Mosaico foi feita pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), sendo o empreendimento submetido à análise e aprovação de parcelamento de solo, na modalidade loteamento, conforme a Lei Complementar 004/2014.

“O projeto remodela uma área que alcança três bairros, constituindo um novo formato de bairro planejado, num grande masterplan, promovendo o desenvolvimento e a melhoria urbana geral”, explica o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Claudio Guenka.

O Parque Mosaico prevê a implantação de 40 quadras de lotes privados, com previsão de 6 mil unidades mistas – uso comercial e residencial. Nas quadras, poderão ser executados projetos comerciais, de serviços e residenciais, com uso diversificado e um desenho urbano de qualidade e que promove a segurança local, devido à presença de pessoas nos espaços públicos.

Todas as áreas verdes ficam próximas a Áreas de Preservação Permanente (APPs), que serão acessadas apenas por vielas, garantindo a preservação e conservação das mesmas. Trata-se de um empreendimento que obedece a todos os parâmetros de ocupação determinados pelo Plano Diretor.

“Nós vamos entregar o bairro com creche, escola, posto policial, rede Wi-fi nas áreas comuns e sistema de monitoramento 24h. Os empreendimentos também terão energia solar, um selo de segurança, selo digital, então a MRV está trazendo para Manaus o que a companhia tem de mais moderno, um novo conceito de moradia”, garantiu o presidente da MRV Engenharia, Rafael Menin, presente no evento que marcou o início dos trabalhos da empresa na capital.

No total, serão mais de 6 mil unidades em todo empreendimento, sendo entregues em várias etapas ao logo dos próximos 15 anos. O primeiro produto a ser lançado está dentro do programa federal “Minha Casa, Minha Vida” e vai contemplar a população com renda de três a dez salários mínimos. A estimativa de entrega é para este primeiro produto é de 24 meses.

Foto: Alex Pazuello/Semcom

Compartilhar