Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, cobra intervenção do presidente da República na greve dos caminhoneiros

Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, cobra intervenção do presidente da República na greve dos caminhoneiros

Em virtude da paralisação dos caminhoneiros que vem prejudicando o país, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, fez nesta quinta-feira, 24/5, a exigência de que o presidente da República, Michel Temer realize uma intervenção com uso de força militar. Por falta de combustível, inclusive para o transporte coletivo, a Prefeitura de Manaus decretou ponto facultativo nesta sexta-feira, 25/5.

Para o prefeito, essa greve dos caminhoneiros “atende a terceiros que buscam tumultuar o país, visando apenas seus interesses econômicos e políticos”, defende.

Segundo Arthur, a intervenção é necessária para que as cidades mais afastadas dos grandes centros e sem saídas rodoviárias não sofram mais que as outras, sendo isoladas totalmente.

Fotos: Alex Pazuello / Semcom

 

 

Compartilhar