Projeto ‘Ópera Delivery’ é destaque na imprensa internacional

Projeto ‘Ópera Delivery’ é destaque na imprensa internacional

Com 22 dias de apresentações, o projeto “Ópera Delivery” está repercutindo positivamente na imprensa local e até internacional. Criada este ano como uma ação paralela ao 21º Festival Amazonas de Ópera (FAO), a iniciativa já foi realizada em casas, hospitais, instituições e escolas. O FAO 2018, que acontece até o dia 2 de junho, é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio do Bradesco Prime – que celebra 10 anos de parceria com o festival –, além do apoio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e da Aliança Francesa.

No dia 11 e 12 de maio, a repórter Samantha Pearson e a cinegrafista Ana Terra Athayde acompanharam os bastidores do “Ópera Delivery” em uma casa, localizada no Centro, e em uma clínica de tratamento de doenças renais, no bairro Praça 14, zona sul de Manaus. A equipe visitou o Teatro Amazonas, acompanhou os ensaios e falou com os moradores da área sobre as experiências adquiridas por eles no projeto.

Na ocasião, Ângela Araújo foi uma das manauaras que receberam e aprovaram o “Ópera Delivery”. Ela, que mora com a mãe, marido e sobrinhos, convidou a vizinhança inteira para assistir a apresentação. “Eu nem acredito que está acontecendo comigo. Eu me inscrevi no site, mas não sabia que iria ser uma das pessoas contempladas. Adorei o projeto, me emocionou demais”.

Nesta semana, o “Ópera Delivery” foi matéria de capa do jornal norte-americano “The Wall Street Journal“, um dos principais veículos de comunicação internacional da atualidade, e destaque com vídeo na versão online. O artigo publicado falou sobre a chegada da ópera no Estado, detalhes sobre o Teatro Amazonas e a realidade regional. A matéria destaca ainda, ações da nova gestão da Secretaria de Estado de Cultura para a popularização da cultura na região.

O criador do projeto e gerente de projetos da SEC, Francis Madson, considera o “Ópera Delivery” uma forma de popularizar e democratizar a cultura.

“Esse tipo de ação expande o Festival de Ópera para além do Teatro Amazonas. Nós mostramos, dessa forma, que a ópera pode chegar também em pequenos lugares, como a garagem de uma casa ou um quarto de hospital”, ressalta Madson. “O projeto vem com um caráter popular e como uma maneira de mobilizar os artistas a pensar em mais ações do tipo para o nosso Estado”.

O secretário de Cultura, Denilson Novo, afirma que a popularização da cultura no Estado é a base para criação de novas políticas públicas da SEC, uma orientação do Governo do Amazonas, por meio do governador Amazonino Mendes. “Ficamos muito felizes que estas ações possam ecoar mundo afora e nos mostrar o quanto é essencial proporcionar o acesso à cultura. Aproximar a arte das pessoas em diferentes zonas da capital e do interior é uma das marcas desta gestão e uma política que pretendemos ampliar ainda mais”.   

Ópera Delivery – Durante o mês de maio e início de junho, o “Ópera Delivery” leva sessões exclusivas de trechos de obras à casa de amazonenses. A população realizou inscrições no Portal da Cultura para receber as intervenções em diferentes locais, como praças, residências ou empresas. As vagas foram preenchidas em menos de 24 horas.

Com duas apresentações por dia, a SEC realizará, ao todo, 50 apresentações ao longo do mês em diferentes bairros da capital e no interior.

Compartilhar