AAM debate segurança pública nos municípios na Aleam

AAM debate segurança pública nos municípios na Aleam

O vice-presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM) e prefeito de Benjamin Constant, David Bemerguy, juntamente com representantes dos poderes Executivo e Legislativo de vinte municípios do Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (27), da audiência pública promovida na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) sobre segurança pública nos municípios.

Entre os pontos destacados em sua apresentação, o dirigente da AAM explicou aos demais participantes – dentre os quais representantes de diversos órgãos estaduais do setor como a Polícia Militar, Governo do Estado, Secretaria de Segurança Pública e Ouvidoria do Amazonas – que os principais problemas no interior sobre o tema são a logística e infraestrutura, deficiência de efetivo policial e a falta de controle e fiscalização das áreas fronteiriças com países vizinhos, como Peru e Colômbia.

Ainda de acordo com o prefeito, como forma prática de apoiar, auxiliar e amenizar estas deficiências, muitos municípios implantaram suas próprias guardas municipais, que também carecem de apoio do Estado. “No caso de Benjamin Constant, temos uma população fixa de 45 mil habitantes e mais 15 mil flutuantes, por estarmos em uma área de fronteira com o Peru, mas o efetivo de policiais é de 24 profissionais”, explicou Bemerguy ao acrescentar que há municípios do interior do Amazonas em que o efetivo está restrito a dois policiais.

Ainda em seu pronunciamento, o vice-presidente da AAM alertou para a situação das cadeias e presídios e para a criação de uma política firme para aumentar o controle das áreas fronteiriças. “É preciso combater a entrada destes produtos nestes locais. No Amazonas temos cidades que estão interligadas com as de outros países em que é preciso de reforço imediato porque assim, as drogas e armas que lá passam não chegariam ao restante do Estado e nem em Manaus”, avaliou.

Foto: Sérgio Caldas / AAM

Compartilhar