Balaio de Oxum reunirá líderes de diversas religiões neste domingo

Balaio de Oxum reunirá líderes de diversas religiões neste domingo

O Balaio de Oxum chega a sua quarta edição neste domingo (8), na Ponta Negra, a partir das 16h. Com o tema ‘De mãos dadas pela liberdade religiosa’, o evento reunirá líderes de diversas religiões para celebrar o respeito à fé de todos, em especial às de matrizes africanas, e visa incentivar ainda mais a preservação do meio ambiente.

Reunir as diversidades de religiões de matriz africana, cristãos, evangélicos e pessoas de fé, independentemente de suas crenças A entrada é franca e livre para todas as idades, o Balaio é inclusivo e já tem confirmadas as presenças de vários líderes religiosos

“Uma das nossas finalidades é o respeito à Fé. Queremos mostrar que somos todos irmãs e irmãos: Católicos, Judeus, Tambor de Mina, Candomblé, Umbanda ou cultos afro-brasileiros e por isso mesmo, todos merecem respeito às suas crenças”, afirmou um dos organizadores, Diego Mourão.

Um dos destaques deste ano são as oferendas biodegradáveis, sem o uso de plásticos ou vidro. De acordo com uma das organizadoras, Yalorixá Flor ty Navê, o evento tentará reduzir os impactos ambientais causados pelos presentes ofertados.

“As oferendas convencionais entregues – como flores de plástico e perfumes – podem levar até milhares de anos para se decompor. Vamos estimular ainda mais o uso de materiais biodegradáveis na confecção das tradicionais lembranças para Orixá”, explicou a Mãe.

A Yalorixá Flor lembra que, já no dia da festa, é comum perceber resíduos dentro e fora dos rios e cachoeiras de Manaus, fato que também ocorre no dia 30 de dezembro, nas oferendas para Yemanjá pedindo prosperidade no ano vindouro.

“A Rainha dos rios e cachoeiras nos ensina a cuidar, ter fé e o respeito ao meio ambiente. As datas são um bom momento para refletir sobre o papel de cada um na sociedade e entender que a mudança de comportamento é fundamental para manter a natureza saudável”, assinalou.

O evento é realizado pelo CTMAA (Conselho de Tradições Matriz Africana do Amazonas) e conta com o apoio, desde 2015 do Instituto Ganga Zumba. Este ano, também tem a parceria da FENACAB (Federação Nacional do Culto Afrobrasileiro) no Amazonas.

Compartilhar