Cidadania-AM nomeia Comissão Provisória em Manaus para organizar o partido na capital visando eleições

Cidadania-AM nomeia Comissão Provisória em Manaus para organizar o partido na capital visando eleições

O Diretório Estadual do Cidadania do Amazonas nomeou Comissão Provisória para reorganizar o partido, em Manaus, após a renúncia do ex-presidente municipal, Manoel Almeida. A comissão será presidida pelo empresário Jesus Alves, que também é secretário-geral da legenda no estado.

A reunião que definiu o grupo de trabalho ocorreu em Brasília e contou com a presença do vice-presidente nacional do partido, Wober Júnior, do tesoureiro Régis Cavalcante, do presidente estadual, Elcy Barroso, e de Cláudio Vitorino.

Conforme Jesus Alves, o partido precisa de organização, estruturação e é hora de deixar tudo acertado para os companheiros partidários. “O Cidadania é um partido organizado e extremamente cioso das suas bases. A direção nacional não toma decisões sem ouvir os diretórios municipais e estaduais. A militância do partido tem voz. Essa é uma diferença que estamos procurando enfatizar no Amazonas e em Manaus”, disse Alves.

De acordo com o segundo vice-presidente do Cidadania, Wober Júnior, a nova comissão terá o papel de organizar o partido no município e preparar quadros competitivos e alinhados com o pensamento da legenda para disputar as eleições 2020 e 2022.

Comando sólido

Jesus Alves elogiou a direção nacional do Cidadania e afirmou que o partido tem comando sólido e consciência de militância.

“Nosso objetivo, agora, é participar de forma cada vez mais organizada da vida municipal e estadual. Somos um dos poucos partidos à margem da onda de escândalos do País e que está fora disso por postura orgânica, comando sólido de Roberto Freire e consciência da militância. É com essa visão que assumimos o diretório municipal”, afirmou.

 

Foto: Divulgação

Compartilhar