Conferência do TJDAM discute políticas municipais voltadas ao esporte

Conferência do TJDAM discute políticas municipais voltadas ao esporte

A municipalização do esporte, a inclusão social e os benefícios que o esporte pode trazer para o meio social foram alguns dos assuntos debatidos neste sábado, 24/8, durante a 1ª Conferência Estadual de Esporte Sobre Políticas Públicas, realizada na sede do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJDAM), na zona Centro-Sul.

Representando o município de Manaus, a secretária da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Conceição Sampaio, destacou todo o trabalho realizado pela gestão municipal, a partir das ações da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semjel) dentro dos bairros, além da Semasc e outros órgãos, buscando levar a inclusão, vida saudável e cidadania para os moradores.

“A gente sabe que o esporte, no modo geral, é uma política de integração, que conversa com outras políticas públicas. É também no esporte que a gente aprende a trabalhar em time, a trabalhar de forma coletiva, mesmo quando o esporte é individual. Por reconhecer esse importância, é que a Prefeitura de Manaus tem um grande investimento na área esportiva, como quadras em bairros, academia ao ar livre, entre outras ações da Semjel”, ressaltou Conceição Sampaio.

Na ocasião, a secretária municipal parabenizou o presidente Edson Rosas pelo trabalho desenvolvido no TJDAM. “Em nome do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, quero parabenizar o presidente Edson Rosas nesse tribunal, que é um dos mais qualificados do Brasil. Reforçamos também que estamos para somar com o que pudermos para o desenvolvimento do esporte e a construção da cidade do futuro que é Manaus”, frisou.

Discutir melhorias para o esporte em todo o Amazonas foi um dos pontos principais do encontro, como disse o presidente do TJDAM, Edson Rosas, destacando que o trabalho deve ser constante e com frutos positivos a médio e longo prazos.

“Nossa intenção é espalhar o esporte pelos municípios, para que todas crianças possam praticar algum esporte para que a gente possa trazer essas pessoas para um aprendizado de disciplina. Entendo que precisamos buscar nos bairros essas crianças para serem do esporte, serem saúde, com isso, no futuro, não precisaremos construir tantos hospitais nem tantas delegacias”, ressaltou Edson Rosas.

 

Texto – João Pedro Figueiredo/Semcom

Foto – Mário Oliveira/Semcom

Compartilhar