Defesa Civil do Amazonas inicia a segunda fase da Operação Enchente 2019

Defesa Civil do Amazonas inicia a segunda fase da Operação Enchente 2019

A Defesa Civil do Amazonas, iniciou, neste sábado (13/7), a segunda fase da Operação Cheia 2019. Nesta etapa, municípios das calhas do Alto, Médio e Baixo Solimões receberão a ajuda humanitária.

Foram enviadas duas balsas com insumos e purificadores de água para municípios das calhas do Alto e Médio Solimões. Mais de mil toneladas em suprimentos como cestas básicas, kits de higiene, dormitório e limpeza, redes e mais de 100 purificadores de água coletivos do projeto Salta-Z serão disponibilizados. A ajuda humanitária para Iranduba, Manaquiri e Careiro, que fazem parte do Baixo Solimões, seguirá por via terrestre e continuará sendo enviada ao longo da próxima semana.

De acordo com o secretário da Defesa Civil do Amazonas, tenente-coronel BM Francisco Máximo, a ideia é disponibilizar os purificadores de água para todo o Estado. “Os purificadores de água coletivos são tão importantes na qualidade de vida e saúde das comunidades ribeirinhas que o Estado, por meio da Defesa Civil, irá estender a instalação progressivamente para todos municípios”.

Cheia 2019 – Aproximadamente 375 mil pessoas foram afetadas pela cheia deste ano, o equivalente a 93 mil famílias atingidas em todo Estado. O município de Anamã, um dos mais afetados pela enchente, já recebeu um repasse financeiro, por meio de convênio, no valor de 100 mil reais, ajuda humanitária, madeira, um hospital balsa e uma estação de tratamento móvel de água com capacidade para purificar 100 mil litros de água potável por dia, suprindo toda a necessidade do município. Na primeira fase da Operação Enchente 2019, 15 municípios que compõem as calhas do rios Juruá, Purus e Madeira foram atendidos.

Foto: Cláudio Heitor / Secom

Compartilhar