Delegado Péricles critica o não uso de tecnologias no sistema de segurança do AM

Delegado Péricles critica o não uso de tecnologias no sistema de segurança do AM

O deputado estadual, delegado Péricles (PSL) criticou, na manhã desta terça-feira (9), a falta de interesse do Estado em buscar informações, tecnologia e formas de implantação do sistema integrado de segurança.

Segundo ele, aproximadamente nove Estados já trabalham de forma integrada no processo de policiamento eletrônico (PPE), desenvolvido pela SENASP. “É lamentável saber que ninguém da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas foi à Brasília ao menos para saber como funciona esse sistema. A gente vê aqui que a tecnologia não caminha com a segurança no Amazonas. Essa integração é zero. Não existe essa visão e estamos perdendo recursos federais, inclusive”, reforçou o parlamentar.

Péricles esteve em São Paulo e Brasília, na última semana, para cumprir agendas no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) e Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol); e no Ministério da Justiça, respectivamente.

“A realidade do nosso Estado me entristece. O Copom é centro de referência internacional. Lá se tem o controle de todo atendimento de ocorrências e existe um monitoramento de câmeras que realmente funciona. Aqui, o que temos é um sistema desenvolvido por iniciativa dos próprios guerreiros policiais, mas ele não faz nem o registro e armazenamento do atendimento das ocorrências pelo 190.”, lamentou.

De acordo com o deputado Péricles, o PPE, como outros sistemas, podem ser disponibilizados para o Estado do Amazonas, mas o interesse tem que ser manifestado pela atual gestão.
“Falta muita coisa para virarmos referência em segurança pública. E o primeiro passo é investir corretamente em tecnologia. No Centro de Operações de São Paulo o atendimento às ocorrências é imediato porque eles tem contato direto com a central de informações”, relata.

Péricles reforça, ainda, que o mau emprego dos recursos para a segurança pública é observado desde governos anteriores. “Espero que o governo atual entenda a necessidade de investir em tecnologia e colocar pessoas capacitadas para gerir, ouvindo especialmente os policiais que estão na ponta, que são os que sabem das dificuldades e como proporcionar mais tranquilidade para a população”, continuou.

Péricles confirma que toda informação obtida durante viagem será levada para a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

“Estive lá antes da viagem e agora pretendo retornar. Não adianta realizarmos operações com 800 homens e um alto custo, para apresentar um resultado ínfimo e continuarmos vendo a população insegura, sendo assaltada. Temos que dar um resultado. Hoje só não estamos pior porque temos a boa vontade dos meus amigos policiais que, apesar das péssimas condições de trabalho, seguem na missão”, concluiu.

 

Texto: Assessoria do Deputado

Compartilhar