Elias Emanuel debate saúde mental na terceira idade

Elias Emanuel debate saúde mental na terceira idade

Os dados nacionais ainda são escassos, mas evidenciam que o país acompanha a tendência global. O Mapa da Violência 2014, aponta que, acima dos 60 anos, há oito suicídios por 100 mil habitantes, taxa maior que a registrada entre outros grupos etários. Esse foi o tema abordado pelo vereador Elias Emanuel no grande expediente de terça-feira (10/9), na Câmara Municipal de Manaus (CMM).

O suicídio entre os idosos ainda é um tema tabu, que todos sabem existir mas fecham os olhos e ignoram. No mês setembro amarelo, que debate a prevenção ao suicídio é importante falar sobre os casos que entre 1980 e 2012, aumentou 215,7% entre os idosos.

Da mesma forma que ocorre com os mais jovens, os homens são as principais vítimas. Aos 75 anos, de acordo com o Ministério da Saúde, a razão é de oito a 12 suicídios masculinos por um feminino. “Existe essa impressão que o idoso não se mata porque está no fim da vida, porque passou pela adolescência, estabeleceu uma família, já enfrentou o pior da vida. Não é bem assim”, disse o parlamentar.

Vale lembrar que é na terceira idade, quando se desenvolve doenças degenerativas, que o idoso fica mais vulnerável e perde seus laços referenciais. É quando a depressão se instala e o isolamento fica muitas vezes pesado demais.

De acordo com o vereador do PSDB, é necessário que se criem políticas públicas voltadas para os idosos. “Estarmos atentos para uma identificação precoce dos sinais de risco e trabalhar na prevenção é sempre a saída mais eficaz. Tratamento médico e psicoterapia, aliado a políticas públicas sérias é a solução”, concluiu Elias Emanuel.

Compartilhar