Feira de Saúde alerta sobre os fatores de risco para o diabetes

Feira de Saúde alerta sobre os fatores de risco para o diabetes

Com o tema “Diabetes: identificando suas alterações”, a Unidade Básica de Saúde da Família – Sul 45 (UBSF – S 45) promoveu na manhã desta sexta-feira, 7/4, uma Feira de Saúde para identificar fatores de risco para o diabetes entre os moradores dos bairros Petrópolis e Raiz, na zona Sul de Manaus.

A ação aconteceu no Centro de Convivência da Família André Araújo, no bairro Raiz, e fez parte da programação que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) promoveu para marcar o Dia Mundial da Saúde (7 de abril).

“As Unidades Básicas foram orientadas a desenvolver ações de prevenção às doenças e de promoção da saúde, alertando a população para a importância do autocuidado para a manutenção de uma melhor qualidade de vida”, explica o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

De acordo com o secretário, o combate ao diabetes foi um dos temas abordados, por se tratar de uma doença reconhecida como um problema de saúde pública de escala global. Além disso, durante a Feira da Saúde, a população teve acesso a serviços como avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC), aferição de pressão arterial e de glicemia capilar, orientação sobre o uso de medicamentos para hipertensos e diabéticos, orientações sobre o combate ao Aedes aegypti, alimentação saudável e a prática de atividade física.

A enfermeira responsável pela ação, Rosineide Padilha Lopes, explica que depois de completar todo o circuito de atendimento, os pacientes que apresentaram alguma indicação de risco para o diabetes, como glicemia elevada, realizaram a avaliação neuromotora do pé-diabético e foram atendidos imediatamente por um médico, que avaliou a necessidade da realização de exames e prescrição de medicamentos.

“O objetivo principal é identificar precocemente possíveis alterações na avaliação do paciente, considerando os riscos para o diabetes ou hipertensão arterial, e fazendo com que se possa dar início ao encaminhamento médico necessário, além de oferecer orientações para a adoção de hábitos de vida mais saudáveis”, afirmou a enfermeira, lembrando que a UBSF – S 45 já acompanha 148 pacientes cadastrados no Programa de Controle de Hipertensão e Diabetes (Hiperdia).

Para a técnica de radiologia aposentada Maria da Conceição Gonçalves Nazaré, 72 anos, moradora do bairro Petrópolis, a participação na Feira da Saúde serviu para alertar para um valor da glicemia capilar alterada. “Sou hipertensa, mas não tenho diabetes e acho que meus exames de glicemia sempre foram normais. Mas, com essa alteração, já fui encaminhada para o atendimento com o médico para uma avaliação mais completa”, informou Maria da Conceição.

Nesta sexta-feira, na sede da Semsa, também foram realizadas várias atividades no auditório, na Rua Mário Ypiranga, 1695, das 9h às 11h45. A programação incluiu acolhimento dos participantes com música (voz e violão), palestra com psicóloga sobre saúde mental, exercícios físicos, aferição de pressão arterial, avaliação postural, avaliação nutricional e, ainda, limpeza de pele e maquiagem.
A equipe de Nutrição da Semsa também fez avaliação nutricional, orientação alimentar aos servidores em risco nutricional e encaminhamento aos nutricionistas nos casos indicados, com promoção saudável e a demonstração do teor de sódio, açúcar e gordura presente nos alimentos industrializados.
No domingo, 9, a Semsa estará na Ponta Negra, em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), com um stand para demonstrar as ações principalmente de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, chikungunya e zika, além da febre amarela.

Com informações da assessoria
Fotos: Divulgação/Semsa

Compartilhar