Manaus ganha novo hospital materno-infantil do Hapvida

Manaus ganha novo hospital materno-infantil do Hapvida

Localizado na rua Belém, 801, no bairro São Francisco, Zona Centro-Sul, o Hospital Rio Amazonas oferece mais suporte às mulheres do Amazonas. Uma demanda grande do estado, visto que entre janeiro e maio de 2018, segundo dados do Ministério da Saúde, na rede pública, foram registradas 62.928 internações. Os dados sobre as mulheres, envolvendo as hospitalizações relacionadas a partos e puerpério, pós-parto e o retorno da menstruação, apontam 36,85% do total.

O atendimento materno-infantil também prioridade para o Hapvida. Afinal, a operadora entende que cuidar da saúde de mães e bebês é promover também mais qualidade de vida para as novas gerações. Em Manaus, a população feminina representa mais de 51%, de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outra questão importante e que merece a atenção de toda a sociedade: a volta do aumento da mortalidade infantil após décadas, no país.

“Combater a mortalidade infantil e garantir uma rede de atendimento segura com a presença de UTIs Neonatais é fundamental para garantir a saúde das novas gerações”, afirma Simone Varella diretora de comunicação e marketing da operadora.

Com tecnologia e qualidade, o novo Hospital Rio Amazonas possui UTI neonatal (UTIN) e semineonatal, UTIs pediátricas, leitos de internação, leitos de observação obstétrica e pediátrica, consultórios, pronto atendimento pediátrico e obstétrico, berçário, Salas de Pré-parto, Parto e Pós-parto (PPP), Salas de Recuperação após Anestesia (RPAs), sala de emergência, salas cirúrgicas, raios-X e USG.

“O novo hospital oferta serviços com toda a qualidade que nossas gestantes merecem. Sabemos que mães e filhos precisam ser amparados com um atendimento eficiente e humano. Sempre pensamos em satisfazer nossos beneficiários na promoção e manutenção de sua saúde com excelência de serviços e gestão eficiente de custos, assim como garantir, com carinho, o padrão no atendimento ao cliente”, ressalta a superintendente do Hapvida André Rosas.

O Rio Amazonas vem somar às unidades já existentes da operadora e vai receber também pacientes que eram atendidos pelo Hospital São Lucas, uma vez que este passará por uma reforma interna. Após reaberto, será mais um hospital com emergência adulto 24 horas.

No Amazonas, o Hapvida conta com sete hapclínicas, uma unidade de medicina preventiva, além de três prontos atendimentos e laboratório e unidades de diagnóstico por imagem, que estão espalhados em zonas estratégicas de atendimento para facilitar a vida dos beneficiários, pois é fundamental que assistência médica esteja cada vez mais acessível e próxima de todos os clientes.
Esse investimento do Hapvida oferece mais atendimento para uma das capitais com a maior população do Brasil. Conforme dados do IBGE, a capital do Amazonas continua como a sétima cidade mais populosa do País com 2.145.444 habitantes. Além disso, Manaus permanece como a mais populosa entre as cidades do Norte e do Sul do País.

Hapvida

Com 3,8 milhões de beneficiários, o Hapvida hoje se posiciona como a maior operadora de saúde do Norte e Nordeste e uma das maiores do Brasil. Só no Amazonas, são mais de 230 mil beneficiários. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente, são mais de 19 mil colaboradores diretos envolvidos na operação de 26 hospitais, 75 clínicas médicas, 19 unidades de prontos atendimentos, 83 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial (Vida&Imagem) distribuídos em 11 estados onde a operadora atua com rede própria.

Compartilhar