Mutirão oftalmológico atende crianças de escolas públicas da zona Norte

Mutirão oftalmológico atende crianças de escolas públicas da zona Norte

Crianças de escolas públicas da zona Norte da cidade estão tendo acesso a exames oftalmológicos por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido pela Prefeitura de Manaus, a partir das secretarias municipais de Saúde (Semsa) e de Educação (Semed). O mutirão de oftalmologia acontece até esta quarta-feira, 6/11, no contêiner de um convênio entre a Semsa e o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), localizado no pátio do Complexo Maria Antonieta Verçosa Raposo, rua 16 de Agosto, n° 276, Cidade Nova.

O objetivo é consultar os alunos das escolas públicas daquela área da cidade. Os atendimentos são feitos por técnicos do Distrito de Saúde (Disa) Norte, em suas escolas, e que foram identificadas com necessidade de avaliação médica pelo teste de visão. “Aqui eles fazem a refração, identificam ou não a necessidade dos óculos e nós confeccionamos o óculos e entregamos para a criança, sem custo nenhum”, explica o chefe da Divisão Técnica da Semsa, Márcio Martins, que coordena o mutirão.

A programação prevê o atendimento em 48 escolas públicas até o fim do ano, sendo 38 escolas municipais e dez estaduais, beneficiando um total de 2.307 crianças nesse processo. “Passando por esses atendimentos e resolvendo o problema na visão das crianças, o desempenho escolar delas melhora”, complementou Márcio.

Sinara Caldeira, oftalmologista do programa, destaca a importância dos atendimentos gratuitos para as crianças menos favorecidas. “O óculos já é dado e podem enxergar bem, prestar mais atenção nas aulas e melhorar seu rendimento escolar que, por muitas vezes, era diminuído pela falta de nitidez na visão”, assegura.

Jhon Adam Valentim, de 12 anos, achou interessante a iniciativa da equipe. “Ajuda não só eu, mas como meus colegas a enxergarmos melhor”, ressaltou.

Por dia, foram agendadas entre 15 e 20 crianças por cada turno, iniciando às 8h, com encerramento às 16h.

 

Texto – Ana Paula Grangeiro/Semsa

Foto – José Nildo/Semsa

Compartilhar