PIM: Empresa vai investir em energia solar fotovoltaica

PIM: Empresa vai investir em energia solar fotovoltaica

O promissor polo de geração de energia solar fotovoltaica começa a ganhar corpo no Polo Industrial de Manaus. A Ecosolaroof Holding Limited, com fábrica na China e escritório em Londres, vai instalar uma unidade no Amazonas para a produção de produto inovador no setor: as telhas solares fotovoltaicas, um sistema cerca de 30% mais barato que os painéis, mas com potência de geração de 160 a 350 watts de energia, segundo os fabricantes.

A empresa espera instalar sua unidade no PIM antes do final do ano, segundo prevê o presidente do grupo, Charles Virgílio Silva, que esteve reunido ontem (05/09) com o secretário de Estado de Planejamento, Jório Veiga, e equipe técnica, para apresentar o projeto da Ecosolaroof.

Os detalhes acerca de valores de investimentos e geração de mão de obra da nova unidade estão sendo finalizados pela empresa de consultoria contratada pela empresa.

O secretário Jório Veiga disse que o projeto da empresa atende ao novo conceito de política industrial do Governo de estimular a diversificação de novos segmentos de fabricantes no PIM. “Nosso portfólio mantém basicamente os mesmos produtos fabricados há décadas, buscamos a expansão para novos setores”, resumiu.

O secretário executivo de Desenvolvimento da Seplancti, Renato Mendes Freitas, disse que o Estado oferece condições mais vantajosas às empresas, em relação a outros centros, por ter segurança jurídica e uma política estruturada de incentivos fiscais.

A vantagem das telhas fotovoltaicas, de acordo com Charles Virgílio, é que esse sistema, ao contrário do convencional, dispensa estrutura específica de fixação, podendo aproveitar a plataforma já existente para a instalação das telhas, o que permite uma redução de custo de 30% aos clientes.

O sistema de telhas fotovoltaicas funciona por meio da conversão da energia solar em geração de watts de energia elétrica, em diferentes níveis de potência, e com um leque de cores a gosto do consumidor.

A empresa – A Ecosolaroof Holdings Limited foi criada em agosto de 2017 com o objetivo de expandir a utilização de geração fotovoltaica no mundo com produtos inovadores que promovam a sustentabilidade contribuindo com a redução de emissões de gases nocivos ao planeta.

A primeira fábrica desenvolveu telhas e equipamentos específicos para atender a produção dos produtos, potências, dimensões e qualidades específicas para os protótipos e projetos.

Devido à alta demanda do mercado, e aos altos custos de produção no Brasil, surgiu a necessidade de montar uma fábrica na China e o escritório da holding em Londres.

Atração de investimentos – O Governo vem intensificando a política de atração de novos investimentos para setor de produção de energia solar. Na próxima semana, possivelmente no dia 14, representantes de secretarias de Governo – Seplancti e Sefaz -, além de órgãos de fomento e desenvolvimento, como Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama), Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Banco da Amazônia e Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), estarão reunidos para detalhar propostas e definir atribuições de cada órgãos.

Em pauta, a definição de uma Marco Legal, que prevê um decreto regulamentador, a definição de uma política de incentivos fiscais e uma estratégia de atração de investimentos para o setor.

No último dia 2 de agosto, o Fórum Permanente de Energia, formado pela Seplancti, Ciama, Instituto Energia de Desenvolvimento Sustentável (Inedes) e Centro de Desenvolvimento Energético Amazônico da Ufam (CDEAM), reuniu-se, na Ciama, para alinhar ações de estímulo ao setor.

 

Foto: DIVULGAÇÃO/SEPLANCTI

Compartilhar