Wilson Lima diz a prefeitos que saúde no interior é motivo de preocupação

Wilson Lima diz a prefeitos que saúde no interior é motivo de preocupação

 

Demandas de prefeituras estão sendo avaliadas e medidas emergenciais já estão sendo tomadas

Melhorias na saúde estão entre os pedidos mais comuns dos prefeitos com quem o governador Wilson Lima tem se reunido desde o início da semana. Esta quarta-feira (13/02) foi o terceiro dia de encontros com os gestores do interior do estado. Os prefeitos de Silves, Aristides Queiroz de Oliveira Neto, e de Iranduba, Francisco Gomes da Silva foram recebidos na sede do Governo, no bairro Compensa II, zona oeste de Manaus.

“A saúde é uma prioridade na capital e é também no interior. Nós encontramos a Central de Medicamentos desabastecida, pagamentos atrasados, hospital sem materiais, sem equipamentos, gente morrendo. Não pode na capital e não pode no interior. Imagina nos municípios mais distantes, a situação também é preocupante. Por isso nós temos que fazer esse raio-x do estado, sentar com os prefeitos, discutir e partir para resolver. O orçamento é enxuto e por isso mesmo precisa ser bem empregado”, afirmou o governador.

Silves – Pela manhã, o prefeito de Silves, Aristides Queiroz, acompanhado de vereadores, entregou ao governador uma lista de pedidos. Na área da saúde, as demandas são pela contratação de médicos para o hospital do município, reforma da unidade hospitalar e aquisição de uma ambulância.

O governador adiantou que a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) já vem analisando a situação do hospital junto à empresa responsável pela obra, concluída em 2014. Além disso, a ambulância foi entregue no ano passado sem os aparelhos necessários para funcionar, o que já foi resolvido pelo atual Governo. A Susam também está fazendo um levantamento da necessidade de profissionais da área da saúde para reorganizar o quadro funcional.

Entre as demandas apresentadas pelo prefeito de Silves estão ainda obras de infraestrutura, como operação tapa-buraco na estrada da Várzea AM-363, reformas de caixas d’água em escolas e de prédios públicos e a construção de um galpão para abrigar a secretaria de obras, pois a antiga sede pegou fogo durante um incêndio. Aristides Queiroz pediu, ainda, apoio do estado para aquisição e construção de uma usina de lixo e implantação da coleta seletiva com o objetivo de eliminar o lixão a céu aberto que oferece riscos à saúde da população.

“Há oito anos que o município de Silves não foi olhado pelo Governo do Estado. E como é que você vai manter uma coisa dessa funcionando a contento. Tantas coisas são de responsabilidade do estado e é preciso dialogar”, disse o prefeito de Silves, ao elogiar a abertura de diálogo com o Governo.

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), já está revisando os contratos de obras, incluindo o da empresa contratada para pavimentar a Estrada da Várzea, em Silves. A meta é realizar obras emergenciais no período de verão amazônico.

Durante a reunião também foi acertado que os reparos nas escolas estaduais serão feitos para que elas funcionem minimamente, sem prejuízos para os alunos. A prefeitura se comprometeu em desenvolver ações que melhorem os indicadores do ensino médio e diminuam a evasão escolar.

Quanto à produção rural, o Governo, por meio da Secretaria de Produção Rural (Sepror), também vai desenvolver ações de incentivo à produção do café, crescente em município. O objetivo é distribuir 450 mil mudas de café para a região de Silves e Itacoatiara e dobrar a produção de café regional.

Iranduba – Durante a tarde desta quarta-feira o governador recebeu o prefeito de Iranduba, Francisco Gomes da Silva, que também veio acompanhado de vereadores. Na lista de pedidos, melhorias na saúde, educação e nas estradas.

O governador adiantou que a Seinfra vai avaliar a situação da rodovia Carlos Braga para que receba uma operação tapa-buraco. “A gente vai fazer um levantamento, já tem um projeto que precisa ser reavaliado e é provável que a gente comece as obras já no próximo semestre,” afirmou Wilson Lima.

Na área da saúde, o hospital do município estava sem anestesista e a Susam já enviou um profissional para que as cirurgias sejam retomadas. O município também estava sem ambulância. O veículo enviado, no ano passado, chegou à Iranduba sem aparelhos, o que já foi providenciado pela nova administração da Susam.

“Nós estamos bem perto de Manaus, mas às vezes parece que estamos longe. O desenvolvimento não tem chegado’, disse o prefeito de Iranduba.

De acordo com o governador Wilson Lima, é prioridade para o governo desenvolver o interior nas mais diversas áreas. Na educação uma medida imediata será o envio da remessa do material utilizado pelos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) que, por falta de comunicação, ainda não havia sido entregue. Outra demanda estudada é a instalação de uma unidade avançada do Instituto Federal de Educação. A Prefeitura pediu apoio do estado na liberação de uma área para viabilizar o projeto do Ministério da Educação. Por outro lado, os cursos do Cetam, já iniciados, serão mantidos e as aulas começam após o Carnaval.

Na área de segurança pública, o governador adiantou que a Secretaria de Segurança Pública reforçou medidas para ampliar a segurança, sobretudo no distrito de Cacau Pirêra e outras regiões do município que vêm sofrendo com a ação de criminosos. Também está em sendo preparado projeto para que guardas municipais recebam treinamento da Polícia Militar.

As reuniões com os prefeitos do interior continuam nesta quinta-feira. Até abril, o governador vai receber todos os gestores dos 61 municípios do interior, um a um, para ouvir as demandas e discutir as soluções.

“Um governo participativo se faz assim, com diálogo. Tenho certeza de que vamos desenvolver o interior e resolver muitos problemas que só existiam por falta de comunicação”, afirmou Wilson Lima.

 

Foto: Diego Peres

Compartilhar